Passar para o conteúdo principal
Aefp

Ações

Saúde

A vertente saúde do CESC propõe um  Percurso de Educação para a Saúde para todos os alunos, em função das suas idades, ao longo da sua escolaridade.

Percurso de Educação para a Saúde

Cidadania

Visa levar cada aluno a adquirir os valores fundamentais da construção do cidadão, desde a escola primária até ao 12º ano. Constrói-se tendo como pilares o ensino moral e cívico, a educação para os media e a informação, para o pensamento crítico, a argumentação e o debate. O percurso de cidadania pode ser objeto de avaliação oral no 9º ano.

Eco-Escola

logo ecoecole.png

No nosso projeto de estabelecimento, está previsto o desenvolvimento de uma ferramenta chamada Agenda 21 Escolar, cuja finalidade é sensibilizar e educar os nossos alunos para a proteção do meio ambiente, contribuindo, assim, para um desenvolvimento sustentável. Esta iniciativa, à qual se associaram representantes de toda a comunidade escolar, deverá conduzir-nos a uma reflexão que nos permitirá tornarmo-nos numa escola eco-responsável.

O nosso planeta sofre com o aquecimento global, a biodiversidade empobrece, o comércio não é equitativo, os nossos caixotes do lixo estão cheios de embalagens dos produtos que compramos, os pesticidas estão presentes nos alimentos que consumimos, a água começa a escassear e está a tornar-se cada vez mais cara, … A nossa sociedade de consumo sofre…

Os jovens de hoje serão os adultos de amanhã: eles tomarão as decisões, farão as suas escolhas em relação ao consumo, orientarão as decisões políticas… Temos, nós adultos, que aprender desde já com eles, a rever a nossa forma de "consumir” o planeta, já que "não herdamos a Terra dos nossos antepassados, pedimo-la emprestada aos nossos filhos” (Saint Exupéry).

Porque é urgente agir, de forma individual e coletivamente, decidimos implementar a Agenda 21 no nosso estabelecimento. O que é? Na Cimeira do Rio, Cimeira da Terra em 1992, foi estabelecido um programa de ações para o século 21, chamado Agenda 21.

Posteriormente, acabou por ser difundido junto das coletividades locais, através de agendas locais, com a preocupação de atuar de forma mais eficaz (os pequenos riachos formam os grandes rios).

Assim, perante estes compromissos para com o planeta, também tentamos, à nossa escala, imaginar um programa de ações que contribuísse para revolucionar as mentalidades. O nosso estabelecimento decidiu criar um Conselho Eco-Escola com o objetivo de obter, por parte da ABAE (Associação Bandeira Azul da Europa), a etiqueta Eco-Escola.

No âmbito desta iniciativa, é importante associar toda a comunidade escolar (alunos, professores, funcionários, pais de alunos). Solicitamos, pois, a vossa colaboração para que o nosso projeto seja um sucesso.

Solidariedade

Por iniciativa dos representantes dos pais dos alunos da primária, assim como dos alunos do CVL, o LFIP desenvolve, com regularidade, ações solidárias com o intuito de ajudar instituições de solidariedade social (ou a própria escola, ajudando a suprir determinadas necessidades).

As crianças serão convidadas a:

  • trazer donativos (que poderão ser produtos de higiene, alimentos, livros, etc., conforme o que nos for pedido);
  • participar ativamente em ações realizadas : Corrida solidária, Mercado de Natal, Concerto das escolas privadas do Porto, distribuição de jantares em associações caritativas…

As vantagens destas iniciativas são:

  • a responsabilização dos alunos;
  • o desenvolvimento da sua autoestima e motivação geral.

A educação para a cidadania, com uma maior interação entre toda a comunidade escolar, torna a escola mais feliz e cooperante.

Documentos para descarregar